Manuel Dias – Fado

Fado
Manuel Dias
Single 7″, Vinil, 45 RPM
Rapsódia
EPF 5.061
s.d.

Impressão Gráfica: Oficinas “O Comércio do Porto”
Edição: Casa Figueiredo

António Severino – Pai, Perdoa A Minha Mãe

Pai, Perdoa A Minha Mãe
António Severino
EP 7″, Vinil, 45 RPM
PortugalCantante
PCEP-038
1982

Produção: Zé Castino
Técnico de Som: Victor Marques

INFORMO

António Severino trabalha desde rapaz, e há muitos anos, como distribuidor de gaz [sic] ao domicílio. Desde que gravou o seu 2.º disco com a letra: SENHOR NATAL, popularizou-se ao ponto de ser o Artista, do seu género, mais comercial, em feiras e mercados.

Com este seu último disco, totaliza 10 EPS e 1 LP.

Assim, continua a contar com milhares de admiradores em Portugal e no Estrangeiro, nomeadamente emigrantes Portugueses.

RECORDO

Após a Senhora Directora ser admitida na TV, numa entrevista que deu ao locutor Henrique Mendes, disse que iria dar aos artistas portugueses, que tivessem mérito próprio, uma oportunidade.

No dia seguinte, visto possuir uma Etiqueta1 só de Artistas Portugueses, telefonei para a D.M.E., fui atendido por uma pessoa que disse ser sua secretária (Maria Helena), que informou que quando a Directora chegasse do Estrangeiro, daria uma resposta.

Mercê do seu silêncio, depois de a Directora ter chegado, voltei a telefonar expondo à dita secretária que possuia [sic] na minha Etiqueta alguns Artistas com o tal mérito próprio. A secretária respondeu-me que achava muito bem, e que em breve me diria alguma coisa.

Voltei a telefonar mais duas vezes, deram-me a mesma resposta, e até agora, Maio de 1982, ainda não me disseram nada. Decerto que um dos artistas que consideraria com mérito próprio seria António Severino, mas até agora não lhe foi dada a oportunidade que merece.

Que será preciso para a RÁDIO não se esquecer de o tocar, e de a TELEVISÃO PORTUGUESA o chamar? Será preciso ser ESTRANGEIRO?… POLÍTICO?… BONITÃO?… ou bastará ANTÓNIO SEVERINO ser um dos melhores intérpretes da CANÇÃO PORTUESA?.

O responsável por estas verdades
José Alves Crispim


  1. Editora discográfica. 

Carlos do Carmo – Canta Fado

Carlos do Carmo – Canta Fado
Carlos do Carmo
Single 7″, Vinil, 45 RPM
Philips
431912 PE
s.d.

Direcção Artística: Jorge Costa Ribeiro
Direcção Técnica: Hugo Ribeiro

Sandra – Música Popular Portuguesa

Música Popular Portuguesa
Sandra
Single 7″, Vinil, 45 RPM
Marfer
MEL. 2-112
s.d.

Foto: Dário (Filmarte)
Capa: Alberto Gomes

Maria José & O Seu Mini-Trio

Maria José & O Seu Mini-Trio
Maria José & O Seu Mini-Trio
EP 7″, Vinil, 45 RPM
Rapsódia
EPF 5.622
s.d.

Impressão Gráfica: Litografia Oficina Artistas Reunidos

Conjunto Típico Francisco Gouveia

Conjunto Típico Francisco Gouveia
Conjunto Típico Francisco Gouveia
EP 7″, Vinil, 45 RPM
Alvorada
EP-60-1251
s.d.

Impressão Gráfica: Empresa Industrial Gráfica do Porto – Marânus Edições
Edição: Fábrica Portuguesa de Discos da Rádio Triunfo Lda.

Mário – Dois Amores, Também Eu Tenho

Dois Amores, Também Eu Tenho
Mário
Single 7″, Vinil, 45 RPM
PortugalCantante
PCSG-044
s.d.

Capa: Litoarte – Oliveira do Douro
Foto: Dário
Produção: Zé Castino
Técnico de Som: Alberto Nunes
Impressão Gráfica: Litoarte – Oliveira do Douro

Bert Kaempfert & His Orchestra – Férias Em Portugal – Holiday In Portugal

Férias Em Portugal – Holiday In Portugal
Bert Kaempfert & His Orchestra
Single 7″, Vinil, 45 RPM
Polydor
20641 EPH
s.d.

Dói-Dói

Dói-Dói
Dói-Dó
Single 7″, Vinil, 45 RPM
RR Discos
RREP 0039
s.d.

Foto: Bourdain de Macedo
Capa: Manuel Viana
Marioneta: Lena Perestrelo
Impressão Gráfica: Empresa Industrial Gráfica do Porto – Marânus Edições
Edição: RR Discos Lda.