A Grande Caminhada

Cartaz, de 1967, com Jiang Qing (“Madame Mao” ou “A Grande Porta-Estandarte da Cultura do Proletariado”), que lá para o fim da vida deu com os costados na prisão e acabou por se suicidar. Ela está a apontar para a direita, na direcção da “grande caminhada cultural”, mas na prática e onde o tenho pendurado, está a apontar para a porta do meu escritório. Muitas vezes encaro o gesto como uma ordem, e contrariado, lá vou trabalhar.

Mollat

A conta de Instagram da Mollat (a minha livraria preferida em Bordéus), está cheia de fotos fantásticas como esta.

Mollat, my favorite bookshop in Bordeaux, has an Instagram account full of wonderful pics like this one.