Um pensamento em “Caderno #31”

Os comentários estão fechados.