Sketch du Jour #407

paulo-patricio-greece-sketchbook-agios-mamas-2

Pág. da esquerda, de cima para baixo.

Parte II

Enquanto era torturado, Mamede foi visitado por um anjo que lhe revelou: “Mamede, pá, só deixas de apanhar no costado, quando fugires para as montanhas!”. E foi o que aconteceu.

Infelizmente, Mamede tinha pernas curtas e a meio da fuga foi apanhado por Aureliano. Sem demora, este decretou que Mamede fosse atirado aos leões, mas estes em vez de o comerem, apaixonaram-se por ele.

Mamede fugiu com um dos leões, que o acompanharia para toda a vida, e durante muitos anos pregou para os animaizinhos dos campos e das montanhas.

Pág. da direita.

Parte III

Levado pela fé, Mamede decidiu ir ter com o primo, o Duque Alexandre, mas este condenou-o à morte. Atravessado por um tridente, Mamede, ainda assim, tentou uma fuga.

Ferido de morte, e com pernas curtas, Mamede não foi longe, acabando por morrer na arena de um anfiteatro. A sua alma foi levada, alegremente, para o céu por um par de anjos que naquela tarde estava de serviço.

Mamede é santo padroeiro de quem ossos partidos, sofre de hérnias, de quem amamenta e dos animais. Acontece que quando a Effie disse que aquele santo era o “Mamas”, respondi que tinha piada, porque em português significava “boobs, you know”. E como naquele momento não sabia o nome dele em português, pensei logo: “só pode ser santo padroeiro dos animaizinhos e das gajas boas”.

Nota: continuação da página anterior.. Isto foi desenhado e escrito nas férias e sem pensar muito, portanto, fiz uns pequenos ajustes em relação ao texto que está na imagem.

Um pensamento em “Sketch du Jour #407”

Os comentários estão fechados.